Widget Image
Widget Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim

Subscribe to our newsletter

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam

Divulgamos, no link abaixo, a atual chamada mensal! Ela estará disponível em nosso Facebook e na aba “Colabore” de nosso site.

Basta abrir o link e inserir as informações solicitadas. Assim que possível (sem prazo determinado), nosses editores entrarão em contato com você.

ATENÇÃO: pedimos que você NÃO preencha o formulário se você já tiver sido publicade nos últimos 6 meses na Ruído Manifesto. O seu texto NÃO SERÁ AVALIADO e você terá tirado a vaga de outra pessoa que ainda não foi publicade.

Esperamos contar com a compreensão e com as incríveis colaborações de todes vocês!

Abraço grande!

Equipe Ruído Manifesto

 

PS: Pessoal, sabemos que os formulários estão durando pouco antes de alcançarem o máximo de envios e que muites de vocês se sentem desapontades por não conseguirem enviar a tempo, mas estamos fazendo o nosso melhor no momento. A equipe de editores da Ruído Manifesto doa seu tempo e suas habilidades na construção dessa revista bonita – de fato sem receber um tostão (aliás, até gastando do próprio bolso, já que há custos mensais e anuais de manutenção do site). Todos pagamos nossas contas com trabalhos não relacionados à revista, e muitos de nós também cuidam de filhes e outros familiares, por isso o tempo que podemos dedicar à revista é, infelizmente, limitado. Nesse sentido, pedimos que vocês entendam que no momento os formulários são o modo encontrado para mantermos a revista aberta a autores de todo o Brasil (e demais países lusófonos). Agradecemos a compreensão e contamos com a alegria – prova dos 9 nesse país desgovernado por Bolsonaro – de todes vocês na construção dessa revista tão bonita!

Seguimos nos nossos esforços de acolher cada vez mais autores não brances e não bináries – esforço presente desde o início da revista, mas que tentamos sempre ampliar. Somos uma equipe formada por 11 autores: somos mais mulheres do que homens, mais pessoas negras do que brancas, diversas pessoas não heterossexuais; e por isso acreditamos na importância política de a revista ter nossa cara – a cara do Brasil.

 

CHAMADA DE SETEMBRO:

https://rb.gy/ahqrms