Widget Image
Widget Image
Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim

Subscribe to our newsletter

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam

Posts por Matheus Guménin Barreto

Matheus Guménin Barreto (1992) é poeta e tradutor mato-grossense. É autor dos livros de poemas "A máquina de carregar nadas" (7Letras, 2017), "Poemas em torno do chão & Primeiros poemas" (Carlini & Caniato, 2018) e "Mesmo que seja noite" (Corsário-Satã, 2020). Doutorando da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade de Leipzig na área de Língua e Literatura Alemãs - subárea tradução -, estudou também na Universidade de Heidelberg. Teve poemas seus traduzidos para o inglês, o espanhol e o catalão; publicados em revistas no Brasil, na Espanha e em Portugal (Revista Cult, Escamandro, plaquete “Vozes, Versos”, Revista Gueto, Palavra Comum, Revista Escriva [PUC-RS], Revista Opiniães [USP], A Bacana, Diário de Cuiabá; entre outros); e integrou o Printemps Littéraire Brésilien 2018 na França e na Bélgica a convite da Universidade Sorbonne. Publicou em periódicos ou em livros traduções de Bertolt Brecht, Ingeborg Bachmann, Johannes Bobrowski, Nelly Sachs, Paul Celan, Peter Waterhouse, Rainer Maria Rilke e outros. Entre os cursos que ministra esporadicamente está o “Verso vivo: introdução ao verso livre e ao verso fixo de Shakespeare a Criolo”. www.matheusgumenin.com

Rafael Tahan (1989), paulistano, é professor, poeta, crítico literário e autor de Diálogo (Scortecci, 2015). Atualmente atua como pesquisador de lírica contemporânea na Universidade de São Paulo onde desenvolve sua dissertação. Além disso, edita os periódicos Mallarmargens e Opiniães (FFLCH/DLCV/LB/USP).